Páginas

25/11/2013

Teatro: As Três Estrelinhas




CENA I

NARRADOR- O céu salpicado de pontinhos luminosos e três deles se destacavam. Eram: a Estrelinha Azul, Estrelinha Dourada e Estrelinha Amarela. E bem perto delas estava Dona Lua, bela e tão serena! Que encanto!

As estrelinhas cantavam alegremente...

Estrelinhas: Pisca, Pisca Estrelinha.

NARRADOR- Dona Lua aproximando-se perguntou:

Lua- Estrelinhas, vocês já observaram o planeta Terra?
Estrela Azul- Sempre a vejo daqui, mas nunca fui lá...
Estrela. Amarela- Nem eu.
Estrela Dourada- Tenho vontade de conhecê-lo.
Lua- Observem bem o planeta Terra e vejam que confusão. Pessoas vão e vêm apressadas. Correm, correm e às vezes nem sabem por que estão correndo.
Estrela Amarela- É mesmo!!! Que coisa horrível!!!
Lua- Estão agitadas, não param para pensar....
Estrela Azul- E saber pensar é tão importante...
Estrela Dourada- Sem pensar corretamente não se pode ser feliz...
Lua- Não se pode aprender, não é mesmo???
3 estrelas- È verdade Dona Lua!
Lua- A maioria das pessoas na Terra está desligada de Deus.
Estrela Dourada- Que pena!!!
Lua- Com isso, ninguém entende ninguém. ( ver posição entristecida das 4 no palco)

NARRADOR- As estrelinhas condoídas, olhando a Terra girando no espaço disseram ao mesmo tempo.

Estrelinhas- Dona Lua, precisamos fazer alguma coisa....

NARRADOR- Diante do interesse demonstrado pelas estrelinhas, Dona Lua sentiu um raio de esperança encher o seu coração.
Lua- Vocês estão dispostas, realmente, a ajudar as pessoas lá na Terra?
Estrela Dourada- Precisamos fazer isso!
Estrela Amarela- E já!!!!
Lua- Ótimo!!!Ótimo!!!

(a lua dirigindo-se a estrelinha dourada)

Você, Estrelinha Dourada, terá a missão, com sua luz, de ligar as criaturas com Deus.
Estrela Dourada- Assim farei.
Lua- A Estrelinha Azul as envolverá em vibrações de calma.
Estrela Azul- Está certo!!!
Lua- Uma vez ligadas a Deus e mais calmas, conseguirão refletir que nada estão fazendo pelo semelhante. Só trabalham para sua subsistência e nada mais.

(e dirigindo-se à Estrelinha Amarela)

Nessa hora, você, Estrelinha de luz amarela, dará forças às criaturas para dirigirem suas energias para o bem.
Estrela Amarela- Ficarei muito feliz em orientar os homens para dirigirem suas energias no sentido do bem.
Lua- (dirigindo-se às 3 estrelinhas) Se vocês conseguirem isto, haverá mais harmonia e paz entre os homens.

NARRADOR- Assim, as 3 estrelinhas partiram com destino à Terra, onde começam seus trabalhos.
Tentaram iluminar as pessoas adultas, mas como foi difícil!!!
Estavam por demais envolvidas com as coisas do mundo, tornando-se insensíveis.
As estrelinhas projetavam suas luzes, mas nada conseguiram.
Não sabiam mais o que fazer.

CENA I

Pessoas agitadas, agressivas (E. Azul)
-Pessoas revoltadas, blasfemando contra Deus e Jesus (E. Dourada)
Pessoas falando mal dos outros (E. Amarela)

CENA II

As estrelinhas ficam tristes e sozinhas no palco.

CENA III (entram crianças brincando e as estrelinhas começam a brincar suas luzes sobre elas).

NARRADOR- Que fofura, que sensibilidade...
Ao passarem pelas estrelinhas, sentiram logo o efeito de suas luzes.

Criança 1 - Vou começar a rezar ao meu anjo da guarda para que me ajude a ser bondosa com meus irmãos e respeitar os mais velhos.

Criança 2- Eu vou pedira Deus que toda vez que eu tiver ímpetos de gritar com alguém, me ajude a ser calmo (a).

Criança 3 - Eu vou pedir tudo isso e mais ainda...
- Que me ajude a fazer o bem aos outros.

Criança 4 - Eu quero ser bom e justo também...

Criança 5 - Hei de fazer tudo para que todos sejam felizes...

NARRADOR- As estrelinhas cantavam de alegria porque, finalmente, haviam encontrado corações sensíveis às suas luzes.

Cena I (crianças que saem alegremente)

Cena II (enquanto as estrelinhas cantam alegremente).

Desde esse dia, onde estavam às crianças, as estrelinhas também estavam, pois ficaram na Terra por muito tempo, até o dia em que precisaram voltar ao encontro de Dona Lua, onde estão até hoje.

E estas verdadeiras mensageiras de Jesus continuam a velar pelas crianças. Felizes porque estão levando avante o trabalho de sensibilizar as pessoas, com suas atitudes de bondade, respeito e fé, contribuindo para que os homens tenham mais harmonia entre si.

GRUPO ESPÍRITA JOANA D'ARC

NATAL-2003